Brenda Oliver, explica sobre Travestilidade e Transexualidade no Espiritismo

Brenda Oliver, tira duvidas sobre sexualidade, morte das Mulheres T no mundo da Umbanda,  a mesma abandonou o glamour dos palcos para viver em dedicação a espiritualidade

Kimberly Luciana Dias
Do Mundo T, em São Paulo

Mundo T - Como a umbanda vê a transexualidade e a travestilidade? Brenda Oliver: Como filhos de Deus , filhos do mesmo pai criador , pois Deus , não faz distinção de pessoas e para ele , somos tão devedores quanto os demais seres carnais !

Mundo T - O que a sua religião diz , quando morre uma travesti ou transexual? Brenda Oliver: Como está escrito nas escrituras sagradas, do pó viemos e ao pó voltaremos , isso é fato ! Quando o ser encarnado chega ao seu desencarne , independentemente de sua orientação sexual, esse espírito será entregue á quem tem que ser entregue! Dependendo de sua última vivência aqui na terra, ele passará por algum processo á ser expurgado (o quê chamamos, prestação de contas pelos seus atos sejam eles bons ou ruins)! Não que elas terão que sofrer por serem transgêneras como pregam os protestantes, isso é uma opinião deles, mas sim, por algo de ruim que tenham cometido quando encarnadas! Vivemos em mundo de provas e expiações, porém, acreditamos no reencarne, o quê seria uma oportunidade para acertarmos tudo aquilo que erramos nessa última vivência! Desencarnamos nessa mesma condição física, porém, se tivermos de reencarnarmos em outro espírito seja ele homem ou mulher, isso, dependerá da vontade Divina!

Mundo T - Nos últimos meses, algumas mulheres T, cometeram o ato de suicídio por motivos de não aceitação! Como a umbanda julga esses suicídios? Brenda Oliver: A umbanda não julga ninguém. Não é esse o papel da umbanda! Dentro da nossa lei, todos somos devedores! Ao meu ver, são espíritos que antes de cometerem tal ato, necessitaram em sua ultima existência de muita ajuda e que devemos rezar sempre para que essas irmãs possam de acordo com o seu merecimento, serem amparadas de acordo com o seu merecimento!

Mundo T - Existe transfobia em sua religião? Brenda Oliver: Acho que o preconceito dá o seu ar em todos os lugares! O ser humano tem o seu livre arbítrio, todos temos nossos direitos de espressão, pois o ser humano é falho por natureza, portanto, o respeito deve vir na frente! Um dia, senti discriminação da parte de um consulente que frequentava o terreiro, más um espírito muito amigo nosso, comunicou ao meu dirigente espiritual! Nesse mesmo dia, em uma palestra, o meu dirigente me chamou em público(lembro-me como se fosse ontem)! E falou em voz alta, para todos os ouvintes ali presentes que eu era uma mulher com M maiúsculo e que deveria ser respeitada ali e em qualquer lugar em que eu estiver, pois eu sou uma filha de Deus como qualquer outro ser humano! E disse mais a meu respeito. "Que eu sou dentro daquele terreiro uma joia de grande valor e a estrela daquele conga!" Aquilo me emocionou muito e sobre os aplausos dos consulentes, fui me retirando aos poucos ao meu setor de trabalho!

Mundo T - É permitido o casamento de mulheres T com homens em sua religião?Brenda Oliver: Naturalmente! Pois, dentro da umbanda todas somos mulheres!
Mundo T - Como você é tratada pelo seu pai de santo dentro do terreiro que você congrega? Brenda Oliver: Gostaria em primeiro lugar de puder enfatizar, que santo não tem pai e sim filho! Eu o denomino como o meu dirigente espiritual. Sou tratada por ele, como todos os demais trabalhadores! Não existe o melhor ou pior, todos somos amados e respeitados por ele!
Mundo T - Como a umbanda entrou em sua vida? Brenda Oliver: Na verdade, fui eu quem entrei na umbanda(risos). No início, não acreditava, apesar de ter algumas amigas trans que eram médiuns incorporantes, eu não acreditava, nem tão pouco desacreditava! Más, respeitava! Foi quando recebi um convite de minha irmã em morar junto com ela na capital do amazonas e foi lá que tive o privilégio de conhecer de perto, essa linda religião! É como já diz um ponto cantado de pretos velhos "Eu quero ver se filho de pemba tem seu querer!".
Mundo T - Na sua opinião, qual é a diferença entre ser evangélico e ser umbandista? Brenda Oliver: Todos nós somos evangélicos! A palavra evangelho significado. Boas Novas, Boas Notícias. A umbanda é a manifestação do espírito para com a caridade. A umbanda foi e continua sendo a única religião acolhedora que me recebeu de braços abertos do jeito que eu sou!
Mundo T - O quê você tem a dizer de sua experiência dentro da umbanda? Brenda Oliver: O aprendizado dentro da umbanda é recíproca e que dia após dia, eu posso obter através dos estudos fundamentalistas dentro do contexto umbandista, a melhoria de minha conduta moral e reforma íntima!
Mundo T - Para a umbanda, porque nascemos na condição de mulheres T? Brenda Oliver: Não posso afirmar com exatidão essa questão ainda um pouco tão mistificada. Nem mesmo a medicina explica essa questão. Podemos encontrar melhor essa resposta no livro dos espíritos de Alan Kardec. Acredito que cada caso, é um caso! O meu é que estou passando por um processo reencarnatório pois , sou devedora !
Mundo T - A sua religião, interfere em sua vida artística? Brenda Oliver: De maneira alguma! Se parei com as artes no palco, foi por livre e espontânea vontade! Até recebi um convite do meu dirigente espiritual, em interpretar a minha mãe Oxum dentro de um evento umbandista!
         
Durante a Semana da Visibilidade Trans, no Especial "Trans Visão", e ao meu lado no backstage

    
Apresentações em show de Performance e atualmente é recepcionalista da SP Escola de Teatro
Atuando no Teatro, na peça teatral Satyricon 


Mundo T - Qual recado você tem para deixar para as companheiras do nosso grupo e blog ?

Brenda Oliver: Infelizmente , somos bombardeadas diariamente por uma sociedade medíocre e hipócrita devido a sua ignorância, mas nunca percamos as esperanças, e a alegria de viver, vivam intensamente de acordo a sua natureza humana, mais sem agredir ao próximo! Dignidade, coragem e perseverança, pois tudo o que importa nessa vida, é sermos felizes, hoje e sempre! Tratem o seu próximo como gostaria de ser tratada!
Comentários
5 Comentários

5 comentários:

  1. A entrevista foi muito lúcida para quem não conhece a iluminada e verdadeira Umbanda. Parabéns Brenda, você é um exemplo da essência feminina.
    Beijocas e parabéns pela criadora do Blog.

    ResponderExcluir
  2. LINDO SABIAS PALAVRAS....

    ResponderExcluir
  3. Luiz fernando25 abril, 2014

    Aprendi muitas coisas sobre a umbanda.continue firme em seus propositos e parabens mundo t pela entrevista.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...